O bom humor, assim como o mau humor, é contagiante!

Certamente em nosso cotidiano já ouvimos ou lemos essa frase: você já sorriu hoje?

Pois é! Ela traz uma reflexão simples e complexa ao mesmo tempo: a simplicidade e o poder do sorriso e a indisposição gerada pelo nosso estado emocional, quando algo não está bem.

O humor é um estado de ânimo representado pela nossa disposição e bem estar psicológico e emocional. Por isso que é variante, a depender das situações que vivenciamos. Diariamente, nossas experiências proporcionam diversas sensações, como alegria, tristeza, raiva, tédio, etc. Estas sensações atuam diretamente no nosso humor, levando-nos a agir e reagir conforme nossos sentimentos. Mas o importante é saber que é possível modificar nosso comportamento desagradável quando existe vontade.

Contudo, é necessário controle na hora de lidar com os “pequenos transtornos” diários, para que o mau humor não se instale e não afete nosso psicológico. Há quem diga que ser otimista pode ajudar a superar doenças e traumas com mais facilidade do que quem vive se lamentando.

É certo que o nosso dia-a-dia influencia fortemente no nosso humor, mas uma boa dose de atitude positiva acelera nossa sensação de bem estar. Quando sorrimos, somos mais otimistas e vibrantes, abrindo as portas para situações agradáveis e espantando o negativismo.

A pessoa mal humorada já acorda de mal com a vida, nem precisando que algo desagradável aconteça. Geralmente é pessimista, tem pensamentos negativos, reclama de tudo e nada lhe agrada.  Quem é bem humorada está de bem com a vida e procura resolver as situações desagradáveis que lhe acontecem.

Portanto, escreva, leia coisas positivas, não acumule raiva ou rancor. Brinque, corra, ria de você mesma e busque tudo o que possa reavivar seus sentimentos mais simples, mais puros. Quando você se convencer de que em suas mãos está a chave para a sua transformação, gradativamente as mudanças necessárias irão acontecer, e de companhia, o sorriso e a segurança de que irradiar alegria é contagiante.

Experimentem! Busquem resolver com tranquilidade os empecilhos da vida. Aprendam a conviver com o que não pode ser modificado ou que não depende de você. Dessa forma, a alegria interior transbordará através de seu sorriso, de seu bom humor!

Deixando solto, o amor alcançará!

Rita Reis é psicóloga. Sua coluna "Deixando Solto" traz temas da realidade que nos leva à reflexão. Mande sua sugestão de tema em contato e no campoassunto  coloque "Para: Ritinha - sugestão de tema". Saiba mais sobre Rita na página da equipe e acompanhe o blog para ver mais textos desta diva! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design