Eu quem fui a mulher errada


Não vou mentir, ainda penso em você. É, não te esqueci. A vida passa, T-U-D-O passa, mas você ficou. Eu me esforço pra esquecer de você ou pelo menos dos meus sentimentos, mas eles ainda estão aqui. Mesmo que você não esteja. E bate aquela raiva. De mim. De você. Do que eu deixei pra lá.

Você foi besta. Você me amou, me quis, me agradou. Você me deu um espaço inteiro na sua estante e comprou flores no dia 5. Você ia me buscar lá em casa pra me levar pra faculdade, você pagava o cinema nas terças a tarde e também me avisava sempre que tinha show de algum cantor que eu gostava.

Eu achava que estava sendo esperta, mas eu deveria ter te amado igual. Te desejado e agradado. E agradecido as flores no dia 5. Eu não deveria ter feito você sofrer. Nada foi de propósito. Eu só não me sentia sua. Me sentia meio lá e meio cá e a honestidade sempre foi meu forte. Então quando não dava não dava. Quando eu queria te encontrar sábado a noite eu mandava mensagem dizendo que estava sozinha. Quando eu não queria te ver dizia que era para não enjoar.

Aproveitando a honestidade, tenho que dizer que tudo isso não machucou só a você. Machucou a mim também. Hoje, quando te vi, pensei em quantas histórias teríamos para contar se eu tivesse persistido. Pensei que eu não estaria vagando pelo shopping sozinha se eu não fosse tão besta. É, a besta sou eu.

Eu sei que mesmo depois de milhares de tentativas de voltar pra o nosso "romance", você agora seguiu em frente. Aparentemente, eu também. Mas ainda penso em você. Agora eu te amo, te quero e penso em formas de te agradar. Meus dias 5 são sem flores e meu perfume me lembra aquele dia que comemos pizza na praia porque eu queria pizza e queria olhar o mar.

Meu coração está apertado porque eu sei que você está bem sem mim agora. Eu queria que estivéssemos bem juntos, mas eu não arriscaria sua felicidade pela possibilidade da nossa felicidade a dois. Nenhum outro cara vai ser como você pra mim; do jeitinho que eu gosto. Nenhum outro cara vai me acordar com bom dia e me deixar irritada porque "bom dia" é coisa que gente feliz de manha, o que não é o meu caso. Você era exatamente o cara pra mim, mas eu não fui a mulher pra você.

E a vida segue sem alardes. - Cícero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design