Não sou, em tudo, isso


Minha mãe insiste em dizer que meu quarto bagunçado é reflexo do que sou por dentro. Eu, por outro lado, vejo que alguma coisa na nossa vida precisa estar bagunçada. Minha particularidade (uso esse termo porque ainda não defini se é defeito ou qualidade) é que eu sou muito organizada, metódica, gosto das coisas bem certas. Diante disso, é necessário que alguma coisa na minha vida esteja bagunçada. 

Não me entendam dizer que sou perfeita em organização, que minha vida é maravilhosa e está tudo sob controle. Não está. Mas até o meu descontrole eu costumo organizar. Meu quarto não. Não gosto de dobrar roupas, não coloco as bijuterias no lugar certo, tem copo em cima da estante e lápis espalhado pela mesa. A cama está desforrada e as pelúcias que vão caindo ficam no chão. 

Quando alguém chega no meu quarto, diz que sou desorganizada. Primeiro que prefiro o termo bagunçada, pois sou adepta ao pensamento de que "minha bagunça é organizada", e em segundo lugar trago uma reflexão: só porque uma coisa da minha vida é bagunçada isso significa que eu sou, por inteira, bagunçada?

É uma pergunta interessante que podemos estender para outros aspectos das nossas vidas. Parece que lá fora uma escolha errada anula todas as nossas escolhas certas. Um passo errado desconsidera toda a caminhada pelo caminho preciso. Como se um ato, um simples ato, pensamento ou decisão fosse essencial para nos definir. Como se fossemos seres definíveis...

Do mesmo jeito que eu acredito que a desorganização do meu quarto não me limita a uma pessoa bagunçada, nós somos - e podemos ser - muito além daquilo que reflete certo aspecto da nossas vidas. Não quero exemplificar pra não restringir as possibilidades, quando na verdade, não é difícil perceber:nada em nós é tudo. Ou seja, não existe absolutamente nada nas nossas vidas que seja capaz de definir como todas as outras coisas funcionam em nosso ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design