Quero um namorado


Meu Deus, sério, eu olho ao meu redor e não vejo ninguém. N-I-N-G-U-É-M. Ah, desculpe, me expressei mal. Ou fui incompleta. Tá cheio de gente aqui, e na minha vida em si, é que mesmo assim me sinto só. Quero um namorado, um amor, um beijo, um carinhozinho. Não sei sou feia ou se tenho bafo, se sou ruim na paquera, mas sinto que vou morrer solteira!

Mês passado tinha um menino, era legal e tal, mas um dia (depois de ficarmos bem muito), ele disse que queria só uma amizade colorida. Dá pra acreditar? E há uns três meses um cara que queria algo sério comigo não tinha química. Não me julgue, não é que ele beijava mal, é que realmente não tinha aquela faísca, as borboletas no estômago, a ansiedade em vê-lo, a saudade. Não rolou.

E não tem mais ninguém. Mal acredito que não tenha ninguém na minha vida que eu olhe e pense "poderia dar certo". É impossível assim. Não quero morrer só.

Não é possível que eu seja a única pessoa do mundo inteirinho que não consegue arrumar um namorado. Um simples namorado. E não é por opção, viu? Não nasci pra vida de balada, sair, ficar com vários... nada contra quem faz isso, pode fazer, mas eu só queria alguém pra dividir a conta do Netflix. Simples assim. 

Me sinto um zero à esquerda agora. Uma solitária. Cansei do papo da hora certa e das besteiras que me falam pra ser paciente. Quero logo, quero agora. Pra que a pessoa ficar contando as horas pra amar? Deixa amar logo! Ficar solteira é um saco, eu queria só um amor pra dar as mãos, ser romântico e me mandar flores (e não me digam que estou sendo utópica).

Um comentário:

  1. Se eu fosse você procuraria pensar/buscar outras coisas, talvez você queira uma emoção maior em sua vida ou talvez a ache monótona demais e acredite que o amor curaria isso, mas ele não aparece quando queremos e buscamos, você poderia procurar algo que te interessase e te desse animo ao acordar.

    ResponderExcluir

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design