Explicando sentimentos


Eu te amo. E não quero deixar de te lembrar isso nem mesmo um dia, ainda que você já esteja lembrado.

Desculpe se isso parece mundano, às vezes expressar sentimentos me parece passageiro. Isso jamais constituirá prova em processo por dano afetivo. Traduzindo: por conta dessas palavras, você não vai poder pedir um pouquinho mais de amor.

No entanto, minhas palavras são como fotografias de dentro de mim. São a infinitude de um momento que dura apenas um segundo. Então, se um dia, bater à porta do meu coração pra mendigar amor, apele através do seu sorriso. Não me mostre palavras porque elas são fúnebres, mas queria me contagiar com seu calor, com seu olhar.

Mas já deixo como um aviso: tenho estoque de amor por você pra uma vida inteira. Então, já te fique sob advertência: você não vai se livrar de mim. Se você me amar de volta, serei a sua amante. Se não mais me quiser, serei a ex que vai te perturbar a vida inteira. Mas de uma forma ou de outra, vou te amar. Pra terminar, fora temer. Eita, quer dizer, te amo!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design