Hipermetropia real


 Foi tão fácil perceber a cegueira dela. Tava tão na cara! A vida é mais complicada do que o conto de fadas que ela imaginava. O vilão da história não é feio nem usa roupas pretas; ele está tão perto e é tão bonito que é difícil enxergar. É tudo mais profundo no mundo real, tudo é uma armadilha, tudo é ilusão nessa realidade. E ela não via isso. Eu vi. Eu vejo. E sempre fiquei pensando o quanto ela era cega de viver nas nuvens do próprio céu jurando que estava naquela imensidão que existe fora de nós.

Eu só queria poder dar uma lente pra ela. Uma que a permitisse enxergar de perto, ver com mais nitidez o que todos conseguem ver de longe. Por favor, veja isso. Olhe pra si e pra quem esta exatamente ao seu lado e perceba que nada está certo. Eu só queria que você conseguisse ver o que eu vejo: uma pessoa incrível perdida pela cegueira.

E só espero que quando conseguir um óculos que te ajude, não seja tarde demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários sujeitos a moderação.
Será excluído qualquer comentário que declare preconceito ou que seja ofensivo e pejorativo.

CF/88: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Camille Reis. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design